You are here

Share page with AddThis

Projeto desenvolvido por empresa paranaense é reconhecido pela Syngenta como modelo de efetividade em campo

Controle Consciente
24.09.2018

Depois de ser reconhecida como vencedora do 1º Prêmio Syngenta de Pesquisa – projeto de pesquisa desenvolvido pela Syngenta e com a colaboração de pesquisadores do Instituto Biológico – a empresa profissional de controle de pragas Brio Limp tem mais um motivo para comemorar: seus resultados foram publicados e expostos no I SINAPRAVE (I Simpósio Nacional de Pragas e Vetores), realizado na cidade de São Paulo em maio deste ano.

O estudo, desenvolvido pela bióloga Dra. Clair Aparecida Viecelli, responsável técnica da Brio Limp, se deu a partir de um trabalho de comparação sobre a aplicação do gel Advion® em ponto ou em filete, protegidos em canaletas ou direto no ambiente, em restaurantes de um mesmo complexo que apresentavam alta infestação de Blattella germanica, também conhecida popularmente como barata de cozinha.

“Nós já tínhamos a informação de que apenas com a utilização do gel seria possível realizar o controle, mas encontramos, nesta ocasião, as condições ideais para a verificação de algumas variáveis. Foram 12 restaurantes de um mesmo complexo, com tamanhos e características muito similares, que apresentavam alta infestação e ofereceram condições ideais para que fizéssemos a avaliação simultânea dos quatro cenários e pudéssemos acompanhar a evolução de cada uma das estratégias”, explica.

Com três repetições (restaurantes) para cada forma de tratamento, realizadas no mesmo dia e período, os técnicos da Brio Limp seguiram as recomendações da Syngenta com relação à quantidade de produto por área. A única diferença foi a forma de ofertar o produto para as baratas.

Com a avaliação e acompanhamento do nível de infestação por meio de armadilha adesiva, realizados a cada cinco dias, foi possível acompanhar a rápida regressão da infestação.

“Além de constatar a grande eficiência do gel Advion® no controle da Blattella germanica, uma vez que não realizamos qualquer tipo de intervenção física e nem qualquer tipo de pulverização no local, verificamos que as aplicações realizadas utilizando pontos do gel como recomenda o rótulo do produto, apresentaram resultados melhores e mais rápidos. Antes mesmo do vigésimo dia a infestação, que era alta, já tinha chegado a zero”, revela.

Para o também biólogo Guilherme Stagni, Suporte Técnico e R&D da Syngenta, o método utilizado por Clair e a equipe da Brio Limp, bem como a clareza com que foi apresentado no relatório chamaram muito a atenção.

“Nesta primeira edição do Prêmio Syngenta acompanhamos o desenvolvimento de ótimos trabalhos feitos por empresas parceiras, com destaque para o estudo realizado pela Brio Limp. Chamou a nossa atenção a metodologia científica, o número de repetições e o fato de terem mensurado a infestação nos ambientes antes, durante e depois da aplicação do nosso gel. Os resultados demonstraram o controle satisfatório de altas infestações mesmo com poucas aplicações do produto, indo ao encontro do que preconizamos como controle consciente: utilização de boas práticas, eficiência e otimização de resultados.”, reforça Guilherme.

GEL OU PULVERIZAÇÃO?

A partir da adoção de boas práticas operacionais, ambos podem ser utilizados. No entanto, em ambientes como restaurantes e cozinhas, por exemplo, as formulações em gel apresentam uma série de vantagens.

“Além dos cuidados para evitar uma eventual contaminação, em ambientes alimentícios a aplicação de produtos por pulverização pode ser bastante problemática do ponto de vista operacional, pois é um método que exige isolamento do local e, claro, deixa alguma sujeira, necessitando de uma boa higienização antes de voltar a funcionar normalmente. Com relação ao gel, a aplicação se dá de maneira mais simples e pode ocorrer até em horário comercial, sem atrapalhar o funcionamento do estabelecimento e sem gerar custos adicionais para a empresa controladora”, explica Clair.

MODELO A SER SEGUIDO

Para a bióloga, o conjunto de ações para o manejo de pragas, observando sempre a segurança das pessoas que trabalham, vivem ou circulam pelo local-alvo da aplicação, bem como a preservação ambiental exige conhecimento e manejo técnico bastante apurado.

"Ficamos muito orgulhosos ao receber o reconhecimento da Syngenta e por saber que os resultados deste nosso trabalho serão compartilhados com outros profissionais do segmento onde a Syngenta atua. É uma demonstração de que o trabalho dedicado de toda uma equipe e a rigorosa aplicação das tecnologias disponíveis são fundamentais para garantir o controle de pragas com segurança para a população", conclui Clair.