Cupins: forma mais efetiva de controlar a praga em área urbana | Syngenta PPM

You are here

Share page with AddThis

Cupins: forma mais efetiva de controlar a praga em área urbana

Saúde Pública
19.08.2021
Cupim

Cupins são insetos encontrados no interior do solo ou da madeira e se alimentam basicamente da celulose em suas diferentes formas. A maioria das espécies exerce influência benéfica no solo, sendo importantes na reciclagem de nutrientes dos ecossistemas. Apenas 10% dos cupins são considerados pragas, causando prejuízos nas áreas rurais e urbanas, a exemplo das espécies:

  • Nasutitermes spp.;

  • Cryptotermes brevis;

  • Coptotermes gestroi;

  • Heterotermes spp.

O controle de cupins costuma ser trabalhoso, já que esses insetos podem construir ninhos em grandes áreas de difícil acesso e estabelecer colônias com milhões de indivíduos. Nas zonas urbanas, infestam prédios, praças e jardins. Nas residências, causam prejuízos em bens de consumo duráveis, como móveis, livros e estruturas de madeira. Infestações de cupins em locais que guardam acervos históricos, por exemplo, podem resultar em danos irreversíveis a peças de valor inestimável.

Biologia dos cupins

Cupins possuem o corpo dividido em cabeça, tórax e abdômen, com três pares de pernas. Contam também com um par de antenas e um par de olhos compostos. Assim como as formigas, os cupins vivem em grupos eusociais denominados de colônias e apresentam um sistema de castas altamente desenvolvido, com diferentes funções:

  • Operários: são indivíduos estéreis, responsáveis pelos trabalhos da colônia, como construir o ninho, coletar alimentos, manter a limpeza da colônia, cuidar das ninfas, etc.;

  • Soldados: são machos e fêmeas estéreis que possuem cabeça e mandíbula maiores que as dos operários e patas muito fortes. São responsáveis pela defesa da colônia;

  • Reis e as rainhas: são organismos férteis, responsáveis pela reprodução no interior do cupinzeiro. Apresentam asas e são conhecidos popularmente como “aleluias”.

  • Alados: são encarregados de formar uma nova colônia. São chamados popularmente de Aleluias ou Siriris, fase atraída pela luz, comumente presente nos meses de agosto e setembro.

Cupim

Na maturidade, os machos e fêmeas reprodutores deixam o cupinzeiro para realizar a revoada. Após o voo, eles perdem as suas asas, formam casais e saem em busca de um lugar para construírem um ninho. Assim, estabelecem uma nova colônia, onde se tornam o rei e a rainha, com a ocupação de produzir ovos.

Cupins reis e rainhas vivem por mais tempo do que as outras castas. As rainhas são os insetos de maior tamanho se comparadas aos outros membros da colônia e vivem até 50 anos, colocando cerca de três milhões de ovos por ano.

Controle de cupins com eficiência comprovada

O controle de infestações de cupins é complexo e não são recomendados métodos caseiros, uma vez que podem até mesmo piorar o problema. Portanto, é fundamental contratar profissionais especializados no controle de pragas e que façam uso de produtos eficientes e seguros.

Veja também:

Os profissionais identificam a espécie de cupim, a área infestada e as suas características a fim de utilizar os melhores métodos para descupinização e a aplicação com o menor risco para as pessoas e o ambiente. Seguir a recomendação de uma empresa especializada é essencial para um controle de cupins eficiente e também para evitar reinfestações.

A Syngenta desenvolve as melhores soluções para combater as pragas urbanas com eficiência e, por isso, apresenta duas alternativas para o controle químico de cupins:

Sentricon

O Sistema Sentricon monitora, identifica e elimina os ataques de cupins a residências, comércios ou indústrias. Consiste na instalação de estações de solo (armadilhas) ao redor do perímetro das estruturas, com o objetivo de detectar e eliminar os cupins subterrâneos que estejam infestando a área, através do uso de iscas. As armadilhas monitoram a presença de cupins, fazendo com que eles consumam a isca e retornem para a colônia, contaminando todos os outros indivíduos.

Cupim

Sentricon age diretamente na colônia por meio de seu potente ingrediente ativo, que elimina os cupins subterrâneos, impedindo reinfestação e danos. A instalação do sistema não exige isolamento do local para aplicação e não apresenta risco para pessoas, animais domésticos e ambiente. Outra característica importante: não deixa resíduos.

Optigard LT

Optigard LT é um inseticida neonicotinoide à base de Tiametoxam, com amplo espectro de ação. Entre os seus principais benefícios no serviço de controle de cupins, podemos citar:

  • É embalado em sachês hidrossolúveis com a quantidade apropriada de produto e dissolve-se rapidamente em contato com a água;

  • É um inseticida de ação não repelente, sendo indicado e registrado para o controle de cupins subterrâneos com formação de barreira química e cupins de madeira seca;

  • Apresenta excelente custo-benefício, sendo que 1kg de produto rende 500 litros de calda para tratamento contra cupins.

A Syngenta busca sempre auxiliar os profissionais que atuam no combate contra as pragas, compartilhando conhecimento e desenvolvendo as soluções mais eficazes. Por isso, contamos com um portfólio completo para o controle de cupins e das principais pragas urbanas e rurais. Confira!