Roedores em áreas rurais: como realizar o controle eficiente | Syngenta PPM

You are here

Share page with AddThis

Roedores em áreas rurais: como realizar o controle eficiente

Saúde Pública
22.07.2021
Rato

Os roedores buscam por abrigo em locais onde encontram oferta de água, alimento e abrigo, como é o caso das áreas rurais. A presença e a ação dessas pragas são motivos de prejuízos econômicos e sanitários para os seres humanos e os animais de criação.

Em propriedades rurais, os roedores causam danos no armazenamento de insumos, seja por se alimentarem da ração dos animais ou por contaminarem o ambiente com suas fezes e urina. Além disso, essas pragas também acabam danificando as estruturas ao causarem roeduras em objetos diversos e fios de equipamentos, podendo até mesmo gerar curto-circuitos.

Como se não bastasse, os roedores ainda são potenciais transmissores de diversas doenças que afetam tanto os animais quanto os seres humanos, como leptospirose, salmoneloses, entre outras.

As 3 principais espécies de roedores

Existem mais de duas mil espécies de roedores no mundo, sendo que cerca de 125 delas estão classificadas como pragas e 3 são consideradas de maior importância econômica devido aos danos que podem causar. São elas:

  1. Ratazana (Rattus norvegicus): tem corpo robusto e orelhas pequenas, além de ser uma hábil nadadora e escavadora. Costuma habitar tocas e galerias no solo.

  2. Rato de telhado ou rato preto (Rattus rattus): apresenta corpo esguio, cauda mais longa que a cabeça e o corpo, com orelhas proeminentes. É hábil escalador e habita forros, sótãos, paióis e silos.

  3. Camundongo (Mus musculus): tem corpo pequeno, permitindo uma fácil entrada em edificações. Costuma habitar o interior de móveis, despensas e armários.

Como realizar o controle de roedores em áreas rurais

Para um controle eficiente de roedores nas áreas rurais, é preciso primeiro identificar as espécies que se encontram na propriedade. Essa etapa é necessária pois cada uma tem seus próprios hábitos, e assim é possível analisar as características comportamentais e biológicas, reunindo informações que são relevantes para a realização de um controle mais efetivo. 

A presença de roedores está associada principalmente à disponibilidade de alimentos. Por isso, é importante identificar os possíveis locais que proporcionam boas condições de desenvolvimento para essas pragas.

Também é necessário avaliar o nível da infestação, o que vai auxiliar no dimensionamento do controle que deve ser realizado. Para isso, é importante ficar atento a alguns sinais que costumam indicar a presença de roedores, como fezes, urina, pegadas, marcas de gordura, tocas, sinais de roeduras, entre outros.

Veja também: 

Existem também algumas medidas preventivas para o controle de roedores que podem ser adotadas nas propriedades rurais, como:

  • Manter o ambiente sempre limpo e em boas condições higiênico-sanitárias, sem entulho ou materiais empilhados;

  • Manter a grama e a vegetação próxima à construção devidamente aparada;

  • Vedar rachaduras e brechas nos muros, paredes e pisos de edificações;

  • Proteger vãos sob as portas ou janelas de edificações administrativas, com telas ou chapas galvanizadas;

  • Manter o lixo em locais adequados, de difícil acesso aos roedores.

Talon Blocos XT: rodenticida para áreas rurais

O controle químico de roedores em áreas rurais é o método mais utilizado para eliminar infestações já existentes. A técnica consiste na utilização de rodenticidas com substâncias anticoagulantes, incorporadas a iscas que são disponibilizadas em locais de passagem ou de visitação desses animais.

Para controlar os roedores e minimizar os grandes prejuízos causados por eles, a Syngenta desenvolveu Talon Blocos XT, rodenticida de venda restrita a instituições ou empresas especializadas. O raticida é formulado com Brodifacoum, princípio ativo que apresenta a maior efetividade no combate a essas pragas em comparação a outros no mercado.

Talon Blocos XT é muito atrativo e apresenta alta resistência a fatores externos. As iscas são disponibilizadas em embalagens de 1kg, exclusivas para uso em instalações rurais.

Entre os benefícios do raticida estão:

  • Tecnologia de extrusão: combinação ideal de resistência e atratividade, com menos repasses;

  • Alta palatabilidade: composto por cereais de alta qualidade e com bordas desenvolvidas para facilitar a roedura;

  • Economia: eficácia comprovada com menor quantidade de isca consumida e formato que ocupa menor espaço na caixa porta-isca.

Na aplicação, deve-se colocar as iscas em tocas, ninhos e outros ambientes onde os roedores transitam, dentro de caixas porta-iscas, de forma que o maior número possível deles tenham acesso ao raticida e possam se alimentar sem serem importunados.

É um compromisso da Syngenta fornecer as soluções mais assertivas para o controle de pragas urbanas e rurais. Por isso, contamos com um portfólio completo. Confira!