Aranha-marrom: características, prevenção e controle eficaz | Syngenta PPM

You are here

Aranha-marrom: características, prevenção e controle eficaz

Saúde Pública
17.08.2021
Aranhas

A presença de aranhas incomoda muitas pessoas e também é motivo de fobia para outras. Mesmo quem não se espanta com esses animais precisa estar atento, pois algumas espécies que ocorrem no Brasil possuem veneno muito potente – como é o caso da aranha-marrom (Loxosceles spp.) –, sendo perigosas para pessoas e animais domésticos. As aranhas encontram ambientes adequados para a sua sobrevivência nas cidades e, por isso, é importante reconhecer as espécies e tomar alguns cuidados.

Conhecendo a aranha-marrom

A aranha-marrom é pequena, podendo chegar a 4cm de diâmetro na fase adulta. Apresenta coloração marrom, seis olhos e pernas longas e finas, e a sua teia é irregular, semelhante a um chumaço de algodão.

A aranha-marrom costuma se esconder em lugares escuros e secos. No interior das casas, fica atrás de quadros, armários, estantes, caixas e outros materiais que não são movimentados com frequência. Na área externa, vive debaixo de cascas de árvores, em folhas secas, buracos, telhas e tijolos empilhados, entre outros.

A ocorrência da aranha-marrom é mais frequente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil e ela é capaz de se adaptar a variações climáticas extremas, podendo suportar temperaturas entre 4°C e 40°C.

Aranha

Picada de aranha-marrom: entenda os perigos

No ambiente urbano, as picadas costumam ocorrer quando a aranha é comprimida ou esmagada contra o corpo da pessoa.  Geralmente não causa dor imediata e pode passar despercebida nas primeiras horas, o que pode dificultar o tratamento posterior.

Os sintomas podem variar, mas geralmente são febre, inchaço e bolhas. Com o decorrer do tempo, começam a se tornar mais sérios, como dores de cabeça, mal estar, náuseas e, em casos graves, até mesmo coma. Em casos graves e sem um tratamento rápido e adequado, o paciente pode vir a óbito. Portanto, é fundamental buscar prontamente um hospital para a administração do tratamento.

Prevenção e cuidados

Quando falamos em aranha-marrom, precisamos ter alguns cuidados mesmo nos meses mais frios do ano. É essencial manter a casa sempre limpa e sem acúmulo de resíduos – como entulho, lixo doméstico, material de construção, entre outros – que possam servir de esconderijo para as aranhas. Também é importante manter os jardins e quintais limpos e aparados.

Nas regiões em que a aranha-marrom é comum, os moradores devem criar o hábito de verificar roupas e calçados antes de usá-los, além de observar as roupas de cama e de banho com frequência.

Caso seja picado pela aranha-marrom, procure atendimento médico quanto antes. Contar com um socorro rápido diminui as chances de complicações mais sérias.

Demand CS no controle de aranha-marrom

Sempre em busca de soluções inovadoras e de alta tecnologia que protegem a saúde, a indústria e o lar, a Syngenta desenvolveu Demand CS, que também é indicado para o combate à aranha-marrom, além de diversas outras pragas rasteiras e voadoras. Conheça outros benefícios do inseticida:

  • Altamente efetivo contra a aranha-marrom e uma grande variedade de pragas;

  • Garante um maior rendimento e custo-benefício em sua versão mais concentrada (Demand 10 CS);

  • Possui exclusiva tecnologia iCAP®, com microcápsulas para o tratamento em diversas superfícies;

  • Odor reduzido;

  • Longo efeito residual, pois o princípio ativo encontra-se protegido dentro de microcápsulas com a exclusiva tecnologia iCap.

O controle da aranha-marrom pode ser realizado por meio da pulverização nas possíveis áreas de infestação. Lembrando que, para garantir a segurança do processo, a aplicação deve ser realizada por empresas e profissionais especializados em controle de pragas.