You are here

Share page with AddThis

6 ações importantes para eliminar o mosquito da dengue

Saúde Pública
02.02.2021
Conhecido popularmente como mosquito da dengue, o Aedes aegypti também é responsável por transmitir outras doenças, como a febre amarela, febre chikungunya e zika

Conhecido popularmente como mosquito da dengue, o Aedes aegypti também é responsável por transmitir outras doenças, como a febre amarela, febre chikungunya e zika. A principal característica dessa espécie é o corpo de coloração preta com a presença de listras e manchas brancas. Trata-se de um mosquito doméstico e de hábitos diurnos, que depende de água limpa e parada para colocar seus ovos. 

 

Você sabia?

 

Os casos de dengue costumam crescer no verão por ser a estação mais quente e ter alto volume de chuvas, o que aumenta os locais com água parada, que podem se tornar criadouros do mosquito Aedes aegypti.

 

O calor acelera o ciclo do inseto, contribuindo para aumentar a sua população. Além disso, a alta temperatura agiliza a multiplicação do vírus dentro do mosquito. Com isso, no verão, uma fêmea infectada tem mais chances de transmitir a doença antes de morrer.

 

Vale lembrar que a reprodução do Aedes aegypti não para durante as demais estações, portanto é preciso ficar alerta à dengue em todas as épocas do ano.

Controle do mosquito da dengue: os principais cuidados

Para eliminar o mosquito da dengue, é preciso informar e conscientizar a população sobre uma série de cuidados que podem ser tomados.

1. Prevenir a picada, mas focar na eliminação dos mosquitos

Medidas preventivas, como o uso de repelentes e mosquiteiros ou telas de proteção em portas e janelas, são eficientes para evitar a picada e a contaminação. Porém, o ideal é eliminar a origem do problema: os mosquitos. Para isso, é necessário inibir o crescimento desses insetos, eliminando os criadouros e realizando o controle dos adultos.

2. Aderir aos cuidados dentro de casa

A maioria dos cuidados que devem ser tomados dentro de casa para evitar a proliferação do Aedes aegypti envolve atenção aos objetos que podem acumular água. Esses locais costumam ser escolhidos pelos mosquitos para depositar ovos e reproduzir. Assim, é preciso:

  • fechar muito bem as lixeiras e qualquer possível depósito de água, como potes, tambores, filtros, tanques e caixas d’água, pois o mosquito é bem pequeno e uma mínima fresta já é suficiente para que ele consiga colocar ovos;

  • preencher os pratos de vasos de plantas com areia ou lavá-los semanalmente com o auxílio de bucha e sabão para eliminar os ovos do mosquito por completo;

  • lavar os bebedouros de animais domésticos com esponja e trocar a água pelo menos uma vez por semana.

3. Dar atenção aos cuidados na área externa

Nas partes externas da casa, também é preciso seguir algumas recomendações, como:

  • cobrir piscinas e manter a água sempre tratada. Deixar a lona bem esticada para evitar a formação de poças d’água;

  • limpar ralos e canaletas externas;

  • destinar pneus inutilizados à equipe de limpeza pública ou armazená-los em local protegido da chuva;

  • manter as calhas e lajes sempre limpas;

  • guardar garrafas vazias sempre viradas de boca para baixo;

  • eliminar a água acumulada em plantas como bromélia, babosa e espada de São Jorge.

4. Realizar o correto acondicionamento e descarte do lixo

Descartar e dar o destino adequado ao lixo faz parte dos cuidados para evitar os casos de dengue. Isso também contribui para que eles não sejam jogados em rios ou nas ruas, o que pode causar o surgimento de ratos e o entupimento de bueiros. Então, lembre-se de:

  • não jogar lixo em terrenos baldios;

  • manter o lixo tampado e seco até seu recolhimento;

  • tampar as garrafas antes de colocá-las no lixo;

  • separar tudo que possa acumular água, como copos descartáveis, garrafas, latas e embalagens plásticas, e fechá-los bem em sacos plásticos antes de colocar no lixo.

5. Quando necessário, realizar o controle químico

Em altas infestações do mosquito, o uso de inseticidas se faz necessário para eliminar essas pragas de forma mais eficiente. A pulverização de Demand 10CS no ambiente infestado é altamente eficaz contra o Aedes aegypti

O inseticida age por contato e ingestão: produzido com a exclusiva tecnologia iCAP, o ingrediente ativo do produto adere rapidamente na cutícula dos mosquitos quando eles pousam na superfície tratada, realizando seu controle.

Demand 10CS é um produto concentrado, que oferece maior rendimento e economia no tratamento de áreas maiores e apresenta baixa toxicidade, sendo ideal para o controle de ambientes internos, críticos e sensíveis. O inseticida:

  • contém o ingrediente ativo microencapsulado, que é liberado aos poucos, proporcionando um controle eficiente com longo efeito residual;

  • possui formulação inovadora e estável;

  • não apresenta odor.

6. Buscar o auxílio de um profissional controlador de pragas

Os controladores de pragas são pessoas qualificadas que podem efetuar o tratamento ideal para o seu espaço. Ter um profissional cuidando da aplicação de inseticidas evita que haja intoxicações e reinfestações no ambiente, além de ser a melhor maneira de evitar a exposição a riscos de saúde, assegurando ainda mais o bem-estar da sua família e funcionários.

Com ações simples, é possível acabar com o mosquito da dengue e evitar uma epidemia de diversas doenças que podem ser transmitidas por esse inseto. Faça a sua parte!